Avalara Brasil > Blog > Tecnologia > Tecnologia do Presente Impressão 3D

Tecnologia do Presente - Impressão 3D

  • Jun 29, 2022

Impressão 3D

Você provavelmente já ouviu falar sobre impressão 3D, mas sabe quais são os limites da produção? É possível produzir qualquer coisa com uma impressora 3D? Entenda mais como essa tecnologia favorece a indústria 4.0 e tem sido considerada revolucionária em alguns setores.

A impressão 3D, também conhecida como prototipagem rápida, é uma tecnologia de fabricação aditiva ou subtrativa onde um modelo tridimensional é criado por sucessivas camadas de material a partir da impressora 3D. Muitas pessoas não sabem, mas a primeira impressora 3D foi inventada pelo engenheiro americano Chuck Hull, em 1984.

Desde a sua invenção, o conceito geral de como funciona não mudou e é extremamente simples. A impressora 3D é um equipamento que transforma um arquivo 3D digital em uma peça física, por meio da criação de várias camadas do mesmo material ou não sobrepostas. O que diferencia um maquinário do outro é como cada uma dessas camadas é construída, chamado de tecnologia de impressão 3D.

Manufatura subtrativa: processo a partir de um bloco de matéria prima em que é removido materiais deste bloco.

Manufatura aditiva: processo que é construído um modelo de camada em camada a partir de um modelo tridimensional.

A tecnologia de impressão 3D tem revolucionado o modo de operar de diversas indústrias do mundo, sendo um símbolo da 4° Revolução Industrial. Segundo a Forbes, em 2016, 71,1% das indústrias adotaram a impressão 3D, nos Estados Unidos. A fabricação por meio das impressões tridimensionais é uma realidade, tornando a indústria mais eficiente, rápida, sustentável e diminuindo custos. Além disso, é possível que a produção seja customizada de acordo com a necessidade da fábrica ou dos clientes. A Volkswagen Autoeuropa afirmou ter uma redução de 91% com custos de ferramentas em toda a montagem.

A tecnologia de impressão é aplicada em diferentes segmentos e pode ser  vista das seguintes maneiras:

Moldes para fabricação: Aplicado para quem quer fazer uma produção em série, os moldes possibilitam inúmeras produções idênticas.

Protótipos: Projeto idealizado ou em fase de ideação, uma ideia que já está bem estabelecida.

Miniaturas: Apresentação de um modelo, economizando o tempo do profissional.

Órgãos e próteses: Os órgãos produzidos possuem textura e densidade semelhantes à dos reais e são usados na educação acadêmica dos alunos de medicina e na preparação de cirurgias. A utilização da impressão 3D para a produção de próteses já ocorre desde 1980.

É impressionante os diversos setores em que as impressoras 3D podem ser utilizadas. Você imaginava a quantidade de aplicações? Fique ligado na nossa série Tecnologia do Presente e entenda mais das inovações tecnológicas atuais.

AvaTax Brasil: seu conteúdo de cálculo tributário em poucos cliques
Motor de cálculo robusto, atualizado em tempo real com a legislação do dia