Avalara Brasil > Blog > Assuntos gerais > Pessoas Extraordinárias Constance Markievicz

Constance Markievicz - Revolucionária que dedicou a sua vida pela independência da Irlanda

  • Jul 11, 2022

 Constance Markievicz, revolucionária que dedicou a sua vida pela independência da Irlanda

Conheça Constance Markievicz, revolucionária que dedicou a sua vida pela independência da Irlanda. Ela nasceu em Buckingham Gate, Londres, Inglaterra, no dia 4 de fevereiro de 1868. Era a filha mais velha do casal formado pelo notável aventureiro e dono de terras no Ártico, Henry Gore-Booth, conhecido como 5º Baronete e Georgina, Lady Gore-Booth. Antes de se casar, o nome da menina era Constance Gore-Booth.

Em 1892, Constance decidiu ser pintora, mesmo com a insatisfação de sua família. Dessa forma, ela fez sua matrícula na Slade School of Art em Londres. Nessa época de estudos Gore-Booth passou a se interessar e ser ativa politicamente, juntando-se à União Nacional das Sociedades de Sufrágio Feminino (NUWSS). Pouco tempo depois, Constance mudou-se para Paris para estudar na Académie Julian e lá conheceu o futuro marido, Casimir Markievicz, artista de uma rica família polonesa. Eles se casaram em meados de 1900 e tiveram uma filha, Maeve, em novembro do ano seguinte.

O casal Markievicz foi para Dublin em 1903 e se moveu nos círculos artísticos e literários, onde Constance ganhou grande reputação como pintora de paisagens. Depois de dois anos, ela e outros artistas fundaram o United Arts Club, grupo que reuniu as principais figuras da Liga Gaélica, organização social e cultural que promove a língua irlandesa na Irlanda e no mundo fundada pelo futuro primeiro Presidente da Irlanda, Douglas Hyde.

A partir de 1908 Constance se envolveu ativamente na política nacionalista na Irlanda. A primeira prisão aconteceu quando ela participou de uma manifestação organizada pela Irmandade Republicana Irlandesa para protestar contra a visita do rei do Reino Unido, George V, à Irlanda. Durante esse protesto, Gore-Booth distribuiu panfletos, arremessou pedras em fotos do rei e da rainha e tentou queimar a gigante bandeira britânica.

Markievicz fez parte do Exército Cidadão na insurreição armada na Irlanda durante a semana da Páscoa em abril de 1916 - o evento ficou conhecido como Revolta da Páscoa e foi lançado pelos republicanos irlandeses contra o domínio britânico. As forças britânicas resistiram aos ataques e Constance foi presa, ficando até o ano seguinte atrás das grades. Ela voltou a ser presa por participação em atividades anti-recrutamento, em 1918. No mesmo ano, nas eleições gerais, Markievicz foi eleita pelo distrito eleitoral de Dublin St Patrick', sendo assim a primeira mulher eleita para a Câmara dos Comuns do Reino Unido.

Constance foi reeleita nas eleições de 1921, mas em janeiro do ano posterior deixou o governo por ir contra o Tratado Anglo-Irlândes. Nas eleições gerais de junho de 1927, ela foi reeleita, no entanto um mês depois, Markievicz morreu aos 59 anos no dia 15 de julho de 1927, devido a complicações após duas operações de apendicite.

AvaTax Brasil: seu conteúdo de cálculo tributário em poucos cliques
Motor de cálculo robusto, atualizado em tempo real com a legislação do dia